• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

NOTA DE REPÚDIO DA CUT/PA - ATO DE VIOLÊNCIA AO COMPANHEIRO RODOVIÁRIO KIKO RIBEIRO

A CUT/PA por meio deste comunicado, expressar seu profundo REPÚDIO sobre os fatos ocorridos com o companheiro rodoviário Kiko Ribeiro

Publicado: 20 Janeiro, 2020 - 10h50 | Última modificação: 20 Janeiro, 2020 - 11h39

Escrito por: CUT/PA

Kiko Ribeiro
notice
Kiko Ribeiro - Dirigente do Sindicato dos Rodoviários/PA.

NOTA DE REPÚDIO

A CUT (Central Única dos Trabalhadores) do Pará vem, por meio deste comunicado, expressar seu profundo REPÚDIO sobre os fatos ocorridos com o companheiro rodoviário Kiko Ribeiro.
Na última sexta-feira (17/01/2020), o companheiro rodoviário Kiko Ribeiro sofreu um ato de violência atribuído por um segmento pertencente a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários, por discordar de algumas diretrizes que foram tomadas no interior desta entidade sindical e por ter organizado uma oposição política no interior da mesma.
Independente das diretrizes que foram tomadas e das divergências que venham ter se desenvolvido em função disto, não concordamos com o procedimento de violência torpe, desnecessária e sem sentido pautado na razão que o nosso companheiro Kiko Ribeiro foi vítima.
Nossa Central Sindical sempre foi e é signatária do diálogo e da superação das divergências que venham ocorrer, seja com companheiros (as) de Centrais sindicais coirmãs, sejam com os Sindicatos patronais e com quaisquer outras formas de organizações, sempre respeitando a diversidade e o pluralismo, que são típicos do ambiente democrático que vem se desenvolvendo ao longo do tempo em nossa sociedade.
Vivemos hoje tempos obscuros e difíceis para o movimento sindical paraense e brasileiro como um todo, onde o atual Governo Federal está constituído de lideranças que se manifestam de forma autoritária, violenta e desprezivel para com as representações políticas e sociais dos trabalhadores (as), assim como também com diversas outras representações sociais.
O desenvolvimento da violência só alimenta o discurso do atual Governo Federal, que prega a intolerância, os preconceitos e as mentiras como forma de dissuadir em nossa sociedade a discórdia, a desinteligência e a pobreza intelectual, para dessa forma, poder melhor impor em nosso povo suas diretrizes políticas que só servem para atender os interesses das elites nacionais que são ligadas aos interesses do grande capital estrangeiro e que ignoram toda a sociedade que muito trabalha e desenvolve o nosso querido país.
Não somos signatários da violência e muito menos aceitamos a resolução de qualquer contenda por meio da intimidação, da ameaça e da estupidez, utilizando tais meios como forma de garantir qualquer tipo diretriz que acate os interesses de qualquer liderança no movimento sindical.
Fica aqui registrado a nossa total oposição a violência sem sentido que o nosso estimado companheiro rodoviário Kiko Ribeiro foi vítima na semana passada e conclamamos aos companheiros (as) rodoviários (as), uma das mais nobres e honradas categorias de trabalhadores (as), que tanto contribuem para o melhor desenvolvimento de nossa sociedade, que compartilhem conosco o nosso repúdio a violência, a barbárie e a banalização do mal, pois nosso país infelizmente, há muito tempo vem registrando o crescimento de várias formas de violência em nosso povo, porém, não concordaremos nunca que no mundo sindical esta mesma violência venha se enraizar sobre os nosso companheiros e companheiras.
Todo o apoio ao companheiro rodoviário Kiko Ribeiro !!!! Não a Violência !!!!! Não a Barbárie !!!! Não a Estupidez !!!!

CUT/PA - Central Única dos Trabalhadores (as) no Pará.