• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DO PE. BRUNO SECHI

"Tem dias que a gente se sente ; Como quem partiu ou morreu ; A gente estancou de repente..." (Chico Buarque, Roda Viva)

Publicado: 30 Maio, 2020 - 10h16 | Última modificação: 30 Maio, 2020 - 10h37

Escrito por: CUT-PA

REDES SOCIAIS
notice
Siga em paz Padre Bruno!

A noite de 29/5/20 nos trouxe mais uma informação de perda brutal pela Covid-19: padre Bruno Secchi virou encantado, abatido pelo Coronavírus. Bruno Secchi, um ser absurdamente humano, iluminado, foi o Fundador do Movimento de Emaús, movimento que sempre, no último domingo de agosto, saía às ruas com um batalhão de militantes voluntários arrecadando as sobras de cada casa para virar bens essenciais nas casas menos favorecidas. A então República do Pequeno Vendedor, atual Movimento de Emaús, construída sob as mãos de Bruno Secchi, completa 50 neste 2020 e ele, um eterno construtor de sonhos, já tecia, no silêncio o Museu dos Direitos da Infância e Juventude.

Padre Bruno sempre tinha um sorriso, um afago e uma ação na defesa intransigente dos direitos das crianças, adolescentes. Iniciou seu trabalho elas nos bairros mais pobres de crianças Belém, criando formas de acolher e apontar um caminho melhor para crianças e adolescentes desprotegidas.

A Central Única dos Trabalhadores no Pará se despede de padre Bruno Secchi com flores, cantando, declamando poesia, rezando, batendo tambores, acendendo velas, caldeirões e incensos, tudo que seja digno para expressar nossa ETERNA GRATIDÃO a um companheiro  incansável na luta por DIREITOS HUMANOS. Aplausos para esse homem que dedicou sua vida a causa das crianças e adolescentes, principalmente as pobres e abandonadas.

 

Segue na luz, Padre Bruno!

Seguiremos teu exemplo, na Luta!

Pe. Bruno Presente!

 

Central Única dos Trabalhadores no Pará – CUT/PA. 29/5/80