• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

DEZINHO, PRESENTE! HOJE FAZ 20 ANOS DO ASSASSINATO DE DEZINHO.

"Sua luta não é somente memoria é resistência e teimosia para continuar defendendo a vida"

Publicado: 21 Novembro, 2020 - 13h19 | Última modificação: 21 Novembro, 2020 - 13h35

Escrito por: CUT-PA

CUT-PA
notice
DEZINHO PRESENTE!

Continua impune o assassinato do sindicalista José Dutra da Costa, o “Dezinho”, ocorrido na noite do dia 21 de novembro de 2000, nas proximidades de sua residência. E neste sábado, 21/11/2020 faz 20 anos do assassinato e também da impunidade, apesar do pistoleiro Wellington de Jesus Silva, ter sido preso em flagrante, na época. Está foragido desde 2008.

Dentre os principais mandantes, um deles só agora, 20 anos após o assassinato de Dezinho, foi preso na semana passada (12/11). O mandado de prisão estava expedido desde 2000.

Dezinho era trabalhador Rural, Presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Rondon do Pará. Lutava pela reforma agrária na região Sudeste do Pará.

O crime teve repercussão internacional e levou o Brasil a ser penalizado pela Comissão interamericana de Direitos Humanos.

Nos dias atuais, a companheira Maria Joel Dias da Costa, viúva do sindicalista, vive escoltada desde o assassinato de Dezinho, por dois policiais militares, em razão das ameaças que vem sofrendo ao longo dos anos.

A luta pela reforma agrária continua.

Infelizmente, a impunidade também prossegue!

 

DEZINHO, PRESENTE!!

 

 

21.nov.20

CUT/PA