• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

2º CONGRESSO EXTRAORDINARIO, CINQUENTENÁRIO DA FETAGRI/PA

A Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultoras e Agricultores Familiares do Estado do Pará – FETAGRI/PA, no dia 30 de dezembro de 2018 completa 50 anos de existência, e desses 30 anos filiada à CUT.

Publicado: 14 Dezembro, 2018 - 19h38 | Última modificação: 18 Dezembro, 2018 - 10h35

Escrito por: CUT/PA - Maria do Carmo

Angelo Madson
notice
Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais no Congresso Cinquentenário da Fetagri-PA

Para comemorar essa data realizou entre os dias 13 e 14 de dezembro/2018, seu Congresso Extraordinário Cinquentenário, com a participação de 220 (duzentos e vinte) trabalhadores e trabalhadoras rurais inscritos, vindos de vários municípios do estado do Pará. O Evento aconteceu no Centro Social Sagrada Família – Ananindeua/PA.

Na quinta-feira (13), o evento iniciou com a reunião do Conselho Diretivo da Federação, composto por representantes de todos os Sindicato Rurais filiados, das regionais Baixo Amazonas, BR-316, Bragantina, Guajarina, Ilhas, Salgado, Sul, Sudeste, Tocantina e Transamazônica.

Fetagri/Pa, 50 anos de história e enfrentamento e denúncias contra a grilagem e violência no campo, e na incansável luta pela Reforma Agrária

Na tarde deste dia (13) a Federação fez uma bela homenagem aos seus Ex-Presidentes que dirigiram a Federação nos últimos 30 anos.

Desde 1988, quando a CUT articulados com lideranças do Estado, construíram uma estratégia de ganha a direção da Federação, que naquela época, defendia uma linha conservadora e de alinhamento com o latifúndio, se destaca em defesa da Agricultura familiar, no enfrentamento e denúncias contra a grilagem e violência no campo, e na incansável luta pela Reforma Agrária, A história de luta da Federação contou com vários companheiros entre eles destacamos aqui o companheiro Paulo Rocha, que Presidia a CUT/PA, nesse período, hoje Senador federal do PT, e Avelino Ganzer que era, Vice-Presidente da CUT Nacional.

 

No 2º dia de realização do seu Congresso (14), iniciou com a saudação aos presentes, da atual Executiva da Fetagri/PA.

Pela primeira vez na história da Federação, tem como Presidenta uma mulher, a companheira Ângela Conceição de Jesus, do município de Salinas (PA), e antes dirigia a regional Bragantina, grande guerreira, em prol das causas dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, que dirige a Federação em conjunto com demais companheiros e companheiras

 

Homenagens e histórias de luta da Fetagri/Pa

Destacamos nesta manhã do dia 14, uma mesa composta por grandes lideranças do movimento sindical e social. Os dirigentes homenagearam e agradeceram a Federação, relatando suas histórias de luta durante todos esses anos com a entidade.

Neste ano de 2018 a Fetagri/Pa, festeja seu cinquentenário, foram 50 anos de uma atuação marcada por diversos acontecimentos políticos e históricos, no qual a federação esteve sempre presente.  

Para Carmen Foro, oriunda do município de Igarapé-Mirin, hoje vice-presidente da CUT Nacional: “Nos momentos mais difíceis da nossa história temos que recorrer a nossa memória. Portanto a nossa missão é revolucionária.

 

Para atual presidenta da CUT/PA, Euci Ana da Costa Gonçalves, “Este ano se fecha um ciclo em que a Constituição completa 30 anos, daqui a 50 anos nós podemos não estar aqui, mas nossas fotos e nossas histórias estarão aqui, a Federação foi uma escola e as pessoas com quem convivi aprendi muito. Não podemos contar a história da CUT sem falar da importância que os rurais da Fetagri tiveram na sua construção”.

Raimundo Ferreira Jr, que hoje faz parte da Direção Nacional da Confederação Nac. Assalariados Rurais – CONTAR, esteve presente.

O dirigente no estado da Feterpa, Marcelo Ferreira Sales, “Não tem como contar a história da FETERPA sem falar do papel que a FETAGRI exerceu nesse processo de construção a organização dos assalariados rurais”.

A Prof. Ellen (UFPA/Cametá) Representante do Fórum Paraense de Educação do Campo - FPEC, “Diante dessa conjuntura precisamos estar sim de mãos dadas. O Fórum dialoga com várias entidades de diversos movimentos sociais e a luta pela Educação do Campo é continua”.

Para a representante do Movimento de Mulheres do Nordeste Paraense – MMNEPA, Maria Janaina, “A FETAGRI é uma história linda! E todos nós fazemos parte dessa história. “ É a história de luta do movimento de mulheres, na atual conjuntura vai ser difícil, mas precisamos estar atentos e preparadas para encarar e resistir ao que virá”.

Carlos Augusto – Contag – “Temos que nos unir porque nosso inimigo maior é comum”.

Ana Benicio – (STTR Tucumã) – “ Tive a oportunidade de fazer parte da primeira turma da ENFOC nacional, são privilégios que deixam a gente emocionada”.

Antônia Martins, FVPP (Fundação, Viver, Preservar e Produzir) – Entidade parceira na organização dos trabalhadores da Transamazônica e Xingu, vem aqui agradecer o apoio da Federação em todos os momentos de luta de história da Entidade.

O deputado estadual do PT, Carlos Bordalo,

“Por um mundo civilizado e humanizado, e lembra Chico Mendes, que lutou pelas seringas, depois pela floresta amazônica, e por fim lutava pela humanidade, vamos construir uma nova humanidade”.

O senador Paulo Rocha, ver na Fetagri “Devemos nos volta a luta pela liberdade de Lula”. Vamos mandar um recado de 50 anos de FETAGRI “Que o Bolsonaro não ouse jamais duvidar da capacidade nossos trabalhadores rurais”

 O congresso finalizou com muitas homenagens, foram entregues lembranças a todos os participantes do Congresso, apresentação de um vídeo finalizando com uma apresentação das crianças portando cartazes, sobre a projeção para o futuro “Crianças + 50 anos”.

 

Viva a luta dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Estado do Pará.

Viva o cinquentenário da FETAGRI/PA

Fonte: Fetagri/Pa